No Ar
das 16:00h as 18:00h Forrozao 104 com Edvaldo Barbosa



Hora Certa
Redes Sociais


No Ar
Forrozao 104 com Edvaldo Barbosa
Peça sua Música

  • Maria cicera Barbosa
    Cidade: Uberlandia
    Mensagem: Uberlandia
  • Silene Barbosa
    Cidade: Uberlandia
    Mensagem: Naiara Azevedo ( nem fala tchau nem fala oi)
  • carla aparecida
    Cidade: Serrita
    Mensagem: calice (cale-se)
  • cicinho
    Cidade: Granito
    Mensagem: terapeuta
  • iranilde souza
    Cidade: cajati sp
    Mensagem: toca pra mim vicente neri ponto g ofereço a todos mues amigos a familiares do sitio apertada hora abraço a todos vces
  • José maria
    Cidade: Botucatu
    Mensagem: Fala Jesus querido
Publicidade Lateral
Política

Publicada em 22/03/18 às 16:00h - 109 visualizações
Mulher e irmã de Marielle participam de sessão

Blog do Magno


 (Foto: SERRINHA FM )

A mulher da vereadora assassinada Marielle Franco, Monica Benício, e a irmã dela, Anielle Silva, participaram, hoje, de uma sessão solene realizada no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília.

A sessão foi convocada em homenagem ao Dia Internacional do Direito à Verdade sobre Graves Violações aos Direitos Humanos e da Dignidade das Vítimas, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que é celebrado no dia 24 de março.

Marielle e o motorista dela, Anderson Gomes, foram mortos a tiros na noite de quarta-feira da semana passada no Rio de Janeiro. Os culpados ainda não foram identificados.

Primeira a discursar na tribuna, a deputada Luiza Erundina (PSOL-SP) destacou a importância da data para resgatar a verdade histórica sobre acontecimentos durante o regime militar no Brasil, por exemplo, e homenagear a memória das vítimas. "São 434 mil desaparecidos políticos", disse Erundina.

Segundo a deputada, a comemoração da data se reveste de um significado maior em razão da atual conjuntura brasileira, marcada pela morte de Marielle.

O deputado Wadih Damous (PT-RJ), que presidiu a Comissão da Verdade do Rio, também cobrou esclarecimento sobre os desaparecidos políticos durante a ditadura.

"Enquanto não tivermos a resposta sobre o paradeiro dos nossos desaparecidos, não teremos uma democracia plena. (...) É uma espinha na garganta da democracia brasileira", afirmou Damous.

Líder do PSOL na Câmara, o deputado Ivan Valente (SP) também pediu a elucidação das mortes políticas recentes, como a da Marielle. "Nós queremos saber a verdade", disse.

Faixas foram estendidas no plenário. Uma delas questionava: "Quem matou Marielle e Anderson?"

Pouco antes do início da sessão, parlamentares do PT e do PCdoB colaram uma foto de Marielle em uma exposição da Câmara em homenagem às mulheres no mês de março.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

Serrinha FM!! A rádio do povo!
Copyright (c) 2018 - SERRINHA FM - Todos os direitos reservados